Cox Automotive Brasil https://coxautomotive.com.br Wed, 17 Jun 2020 19:12:59 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.8.1 Por quanto você deveria vender ou comprar um carro? https://coxautomotive.com.br/por-quanto-voce-deveria-vender-ou-comprar-um-carro/ https://coxautomotive.com.br/por-quanto-voce-deveria-vender-ou-comprar-um-carro/#respond Wed, 17 Jun 2020 19:10:40 +0000 https://coxautomotive.com.br/?p=267 Só a KBB Brasil te mostra um preço justo para você fazer a melhor negociação possível em diferentes tipos de transação no mercado

Antes da chegada da KBB ao Brasil, os consumidores possuíam uma única fonte de preços pública para balizar as negociações na hora de vender ou comprar um carro. E todo mundo que já passou por essa experiência sabe que esta conhecida referência não ajuda muito a ter uma noção real do quanto você deveria pagar por um carro ou por quanto deveria anunciá-lo, uma vez que se trata de uma média abrangente demais para se enquadrar em tipos específicos de transação.

Com a KBB Brasil esta limitação é praticamente eliminada. Em kbb.com.br, o consumidor tem acesso, de maneira gratuita, à ferramenta de preço de veículos mais completa do país, com referências que se adequam a cada situação de compra e venda do mercado, além de refletir em seus preços as especificidades de cada carro que será comercializado ao editar suas configurações. Ao total, a KBB Brasil possui 5 tipos diferentes de preços para mostrar para você em nosso site. E o melhor é que na KBB Brasil você encontra uma Faixa de Preço justa em cada um destes 5 tipos de preços diferentes, para que você saiba exatamente a margem de negociação que deve balizar a sua transação!

Vamos explicar quais são cada um destes 5 tipos de preços agora!

Preço de Revendedor

Este preço é o equivalente ao valor de mercado do modelo que você está pesquisando. Ou seja, é o preço que você encontra anunciado em lojas físicas ou classificados na internet. A Faixa de Preço KBB do Preço de Revendedor se refere à margem de preços que os lojistas estão praticando pelo carro que você quer e serve como referência para você saber que mais de 90% dos negócios são fechados neste intervalo justo de preços quando um consumidor compra o veículo de um lojista.

Preço de Particular

Os preços praticados em transações entre particulares seguem uma referência muito próxima à adotada pelos revendedores. Como se trata de uma negociação entre duas pessoas físicas, a Faixa de Preço KBB respeita esta característica ao mostrar a margem comum de negociação de preços entre dois consumidores acerca de um modelo seminovo ou usado. É o preço que você usará de referência tanto para comprar quanto para vender um carro entre dois particulares.

Preço de Troca

A KBB Brasil é a única empresa especializada em precificação de veículos no País a fornecer uma referência de preços para os consumidores que querem vender seus carros aos lojistas. Trata-se da Faixa de Preço KBB que demonstra a margem justa de negociação entre um proprietário particular e um revendedor. O Preço de Troca é sempre menor do que o Preço de Revendedor, pois os lojistas devem arcar com uma série de custos e encargos para adquirir o veículo de um particular. A conta que os lojistas devem fazer para comprar um carro envolve impostos, garantia, custos de manutenção do negócio (salários, contas, entre outros), além da sua própria margem. Nada disso influencia a transação entre duas pessoas físicas, mas faz toda a diferença para um transação de venda de um veículo particular para um lojista e o Preço de Troca ajuda a tornar esta negociação mais transparente.

Preço de 0 km

Outra exclusividade da KBB Brasil é mostrar ao consumidor qual é o preço real praticado pelas concessionárias ao vender um veículo novo. Enquanto os sites oficiais das marcas se baseiam nos preços sugeridos de fábrica para informar quanto custam seus carros, a KBB Brasil fornece a Faixa de Preço KBB que de fato baliza a transação nas concessionárias na hora de você comprar um carro 0 km.

Preço Chave-na-mão

Em adição ao Preço de 0 km, a KBB Brasil também inclui as taxas e impostos que o consumidor deve levar em consideração na hora de comprar um veículo novo. Para retirar o carro da loja, muitas vezes, é preciso pagar tributos como IPVA, licenciamento e emplacamento e não é raro tais custos serem esquecidos pelo consumidor na hora de fechar o negócio. Por isso, na KBB Brasil, com o Preço Chave-na-mão, você sabe quanto irá pagar pelo carro 0 km já com os encargos inclusos.

Pronto! Agora você não precisa mais ficar com receio de estar perdendo dinheiro na hora de precificar o carro que você quer vender ou antes de “assinar o cheque” quando fechar o preço do seu próximo automóvel. Com a KBB Brasil você tem a segurança e transparência para saber exatamente qual é o preço justo para adotar como referência em cada tipo de transação que você fizer!

Complicar, pra quê? Só na KBB Brasil você encontra o preço certo para o seu carro!

]]>
https://coxautomotive.com.br/por-quanto-voce-deveria-vender-ou-comprar-um-carro/feed/ 0
Como valorizar o seu carro usado para revendê-lo https://coxautomotive.com.br/como-valorizar-o-seu-carro-usado-para-revende-lo/ https://coxautomotive.com.br/como-valorizar-o-seu-carro-usado-para-revende-lo/#respond Wed, 17 Jun 2020 19:00:32 +0000 https://coxautomotive.com.br/?p=269 A KBB Brasil permite configurar até os opcionais do seu carro para você garantir um preço justo na hora da revenda

É sabedoria comum evitar pensar em um automóvel como um investimento. É fato que para o consumidor comum um veículo sempre será revendido por um valor menor do que o que foi gasto para comprá-lo (tenha sido ele 0 km ou usado). Contudo, isso não significa que você não possua maneiras para extrair o valor máximo que puder a partir do seu carro usado, diminuindo sua perda ao longo do tempo.

Cuidar bem do seu veículo, cumprindo com a programação de manutenção preventiva e manter um bom estado de conservação de pintura e acabamento interno certamente são dicas valiosas para preservar o valor do seu veículo para a revenda futura. Mas saber o preço certo que o seu carro vale é parte fundamental para você garantir um bom negócio. E é nesta parte que a KBB Brasil surge como a sua principal aliada.

Muitos consumidores, especialmente os que compram veículos 0 km, costumam adicionar opcionais ao carro, como bancos de couro, rodas maiores, equipamentos de tecnologia (centrais multimídias mais avançadas), teto solar, etc. Contudo, sem uma ferramenta de preço que valorize estes itens na hora da revenda, este tipo de personalização era praticamente descartada do cálculo do preço de revenda. Com a KBB Brasil, isso não acontece mais.

Ao consultar o Preço de Particular ou Preço de Troca em kbb.com.br do seu carro, o consumidor pode editar as informações do modelo conforme a unidade que ele possui na garagem. Há um campo para editar a quilometragem, o estado de conservação (se está excelente, bom ou razoável, seguindo critérios explicados no site referentes à pintura e histórico de manutenção), a cor, o tipo de pintura (se é sólida, metálica ou perolizada) e os equipamentos opcionais. Além disso, quando o usuário acessa o site da KBB Brasil, nós já identificamos o estado (UF) em que ele está para ajustar todos os preços disponíveis na nossa base àquela região, uma vez que o mesmo carro é negociado com valores diferentes dependendo da localização no País, dadas as nossas diversidades e dimensão continental.

Cada uma destas configurações citadas acima ajustará a Faixa de Preço KBB do modelo conforme as informações que o consumidor inseriu, refletindo com muito mais precisão a margem de preço justa para negociar o carro.

Por exemplo, a imagem a acima mostra qual é a Faixa de Preço KBB habitual para um Fiat Argo na versão Drive 1.3 manual, ano modelo 2018, para uma transação entre dois particulares (Preço de Particular): entre R$ 41.832 e R$ 44.965*. Porém, ao editar a quilometragem para 20.000 km, mudar o estado de conservação para excelente, adicionar pintura metálica e incluir os equipamentos Kit Parking e Kit Connect, a Faixa de Preço KBB sobe para R$ 52.742 a R$ 56.139*, conforme mostra a imagem abaixo.

Ou seja, com uma ferramenta precisa e detalhista como a da KBB Brasil, o preço do seu carro pode valorizar em até R$ 10 mil, o que certamente faz a diferença no final das contas. Portanto, já sabe: só a KBB Brasil consegue refletir quão bem cuidado está o seu veículo e quais são seus diferenciais para que você tenha como referência a margem de preço justa para negociá-lo!

Complicar, pra quê? Só na KBB Brasil você encontra o preço certo para o seu carro!

*Preços consultados em junho/2020, com localização de São Paulo.

]]>
https://coxautomotive.com.br/como-valorizar-o-seu-carro-usado-para-revende-lo/feed/ 0
Como fazer o melhor negócio na hora de comprar um carro usado? https://coxautomotive.com.br/como-fazer-o-melhor-negocio-na-hora-de-comprar-um-carro-usado/ https://coxautomotive.com.br/como-fazer-o-melhor-negocio-na-hora-de-comprar-um-carro-usado/#respond Wed, 17 Jun 2020 18:51:54 +0000 https://coxautomotive.com.br/?p=264 A KBB Brasil preparou este guia para você que deseja trocar de carro, mas não quer transformar o processo numa dor de cabeça

Optar pela compra de um carro usado em vez de um modelo 0 km pode ser o melhor caminho para quem busca o equilíbrio entre o custo a ser pago e o benefício por adquirir um modelo, muitas vezes, mais completo do que um carro novo de valor equivalente. Contudo, diferentemente da compra de um automóvel 0 km, a aquisição de um veículo seminovo ou usado exige atenção e cuidados para evitar ciladas.

Seguindo nosso compromisso de ajudar o consumidor a sempre fazer o melhor negócio possível, preparamos este guia básico para você que já está nesta jornada da troca de carro ou pensa em iniciá-la. Seja em tempos de crise ou de normalidade, estas dicas certamente diminuirão as chances de você se frustrar ao longo do processo!

Faça as contas na ponta do lápis

Toda meta que envolva dinheiro começa por um orçamento: quanto você pode ou está disposto a desembolsar para trocar de carro? Definir com clareza um teto de gastos vai ajudá-lo a estreitar as opções que você procurará em sua jornada.

O automóvel é um bem passivo, ou seja, ele gera despesa continuamente. Além do valor da compra, é preciso ter em mente os gastos com abastecimento, manutenção e seguro. Por isso, simule quanto você poderia gastar com cada um destes custos mensalmente, em média, e, a partir disso, procure modelos que se encaixem à sua realidade financeira.

Avalie se onde você mora ou os lugares que frequenta têm muitas ocorrências de assalto, isso pode encarecer seu seguro. Se você usará o carro prioritariamente todos os dias no trânsito para ir ao trabalho, optar por modelos econômicos pode fazer mais sentido do que veículos com mais desempenho, a fim de atenuar os custos com combustível. Automóveis com alto volume de vendas de marcas com rede de concessionárias generosa podem facilitar e baratear a manutenção.

Defina a sua necessidade

O leque de opções de veículos no mercado de usados é extremamente amplo. Afinal, estamos falando de um mercado com potencial para mais de 14 milhões de transações, segundo resultado de 2019 divulgado pela Fenauto, entidade que representa os revendedores de veículos. Portanto, o primeiro passo a se fazer antes de trocar de carro é entender para que você precisa do carro.

Você precisará usá-lo todos os dias? Seria um uso somente utilitário (para ir e voltar ao trabalho) ou para fazer viagens aos finais de semana? Preciso de espaço para a família e um porta-malas grande? Os caminhos que eu pego são bem asfaltados ou muito esburacados? Há espaço suficiente para cadeirinha de criança?

Esta reflexão certamente o ajudará a delimitar as opções de modelos ideais para atender as suas necessidades.

Certifique-se do histórico

Se você não conhece a procedência do veículo que se interessou, nem o seu proprietário, o caminho mais seguro para garantir que o carro passou pela manutenção esperada é escolher ofertas que tragam um histórico idôneo de serviços, preferencialmente realizados em concessionárias, seguindo o programa preventivo da fabricante.

É possível encontrar carros muito bem conservados que tenham sido cuidados por oficinas independentes, mas neste caso é fundamental exigir a comprovação do serviço por meio de notas fiscais e de uma relação do que exatamente foi feito no veículo ao longo do tempo. Se não houver nenhuma materialidade comprobatória neste sentido, é melhor continuar procurando outras ofertas.

A contratação de empresas especializadas em vistorias de veículos pode ser um atalho muito útil nesta fase da negociação. Além de atestar a condição geral do veículo, elas podem comprovar a originalidade do carro, conferindo a sua documentação junto aos órgãos competentes, diminuindo até praticamente zero a chance de você cair em algum golpe.

Prefira a luz do Sol

Se você optar por avaliar um carro de um particular, sempre prefira fazer a visitação durante o dia, com boa luz solar iluminando o carro, que deverá estar seco. Água na carroceria ou pouca oferta de luz podem mascarar pequenos riscos ou avarias na lataria. Inspecionar os vãos entre as peças da carroceria é uma boa dica para constatar se não há falhas no alinhamento que escondam algum serviço mais pesado de conserto.

Quanto ao interior do automóvel, teste todas as dobradiças e verifique o estado do tecido dos bancos próximos às costuras para se certificar de que os materiais estão preservados. Porém, se o carro já tiver uma idade mais avançada e estiver tudo novo demais (como pedaleiras e volante) desconfie de troca recente. Se o proprietário não mencionou substituições de peças que você acabou descobrindo sozinho, desconfie da idoneidade do negócio.

Saiba o preço justo a pagar pelo carro

Independentemente de quem você for adquirir seu próximo carro usado, seja de particular ou de um lojista, a KBB Brasil te informa a faixa de preço justa pela qual você deve basear a sua negociação. Portanto, antes de assinar qualquer aquisição, acesse https://www.kbb.com.br/ e pesquise pelo modelo e versão do seu interesse para consultar qual é a Faixa de Preço KBB certa dele no mercado.

Só na KBB Brasil você possui uma ferramenta de edição de preços para informar a quilometragem, cor e até os opcionais do carro que você quer. Assim, você não paga além do que o carro realmente vale no mercado e garante uma negociação justa!

Complicar, pra quê? Na KBB Brasil você encontrar o preço certo para o seu carro!

]]>
https://coxautomotive.com.br/como-fazer-o-melhor-negocio-na-hora-de-comprar-um-carro-usado/feed/ 0
Por que você deve trocar a Fipe pela KBB Brasil? https://coxautomotive.com.br/por-que-voce-deve-trocar-a-fipe-pela-kbb-brasil/ https://coxautomotive.com.br/por-que-voce-deve-trocar-a-fipe-pela-kbb-brasil/#respond Mon, 15 Jun 2020 21:08:09 +0000 https://coxautomotive.com.br/?p=256 Preços fornecidos pela fundação não trazem nível de detalhamento exigido pelo mercado. KBB Brasil atende à esta demanda com a base de registros de preços mais completa do país

Durante muitos anos, a única referência pública de preços de automóveis disponíveis para consumidores e lojistas era a Tabela Fipe. Por existir sozinha cumprindo a função de fornecer uma referência de preços para transações comerciais do setor automotivo, a Tabela Fipe se tornou a principal fonte deste mercado. Contudo, qualquer pessoa que já tenha comprado ou vendido algum automóvel conhece as frustrações que a Tabela Fipe pode gerar durante uma negociação. Com a chegada da Kelley Blue Book Brasil, as limitações da Fipe ficam ainda mais evidentes.

De acordo com as palavras da própria Fipe, os preços que a fundação entrega com a sua tabela são referências médias, após exclusão de valores muito acima e muito abaixo do preço médio identificado para o carro. Este valor médio, portanto, vale para o território nacional.

Diferentemente da Fipe, que se divide em diversas produções de indicadores econômicos (para diferentes setores da economia), a KBB Brasil é total e exclusivamente dedicada à precificação de veículos. A metodologia empregada pela KBB Brasil pode ser muito mais abrangente e diversificada do que a utilizada pela Fipe. Prova disso está na diferença da base de registro de preços entre Fipe e KBB Brasil: enquanto a Fipe possui cerca de 9 mil preços em seu arquivo, a KBB Brasil detém uma base de mais de 34 mil registros ou mais de três vezes o portfólio da Fipe.

A principal razão para isso ocorrer é a limitação da Fipe ao aglutinar num único preço médio diferentes versões de um mesmo modelo de automóvel. Por exemplo, ao pesquisar o preço de um Ford Focus 1.6 manual 2014 no site da Tabela Fipe, você encontrará a seguinte página abaixo:

Como é possível perceber, o preço médio informado para um Focus 1.6 manual 2014 pela Fipe não muda para as versões S, SE e SE Plus, que possuem distinções de equipamentos relevantes entre elas. Ao pesquisar por este mesmo modelo no site kbb.com.br, de maneira inteiramente gratuita, o usuário encontrará um preço para cada uma dessas versões, conforme o print da tela de preços do Ford Focus nos mostra abaixo:

Ou seja, para cada modelo pesquisado na KBB Brasil, consumidor e lojista encontram um preço específico para a versão de interesse. E mais: o preço é ajustado automaticamente à região em que o usuário acessa o site e é possível editar uma série de características do modelo buscado, como quilometragem, cor e opcionais, para encontrar a Faixa de Preço KBB mais precisa para aquele modelo. Além disso, só na KBB Brasil há um preço para cada tipo de transação: entre particulares; particulares e lojistas; e para carros novos e usados.

A KBB Brasil coleta mais de um milhão de dados sobre preços de veículos mensalmente, oriundas de diversas fontes do mercado. Este riquíssimo conjunto de informações é processado diariamente por um algoritmo afinado, cuja tecnologia é referência nos Estados Unidos (onde a KBB é a principal fonte de preços do país, após um século de experiência no ramo) e, depois, estes dados são validados por um time de especialistas da KBB Brasil para garantir que cada valor publicado no site esteja coerente com a realidade do mercado brasileiro. Isto é, os preços da KBB Brasil não são apenas médias de mercado, mas prognósticos (chamamos de forecast) que respeitam o histórico de cada modelo e o comportamento de preços atual para chegar a um preço justo para cada tipo de transação.

Toda esta expertise nos permite ter o maior volume estatístico sobre preços de veículos do Brasil e fornecer preços bem mais assertivos para consumidores e lojistas.

Complicar pra quê? Na KBB Brasil você encontra o preço certo para o seu carro!

]]>
https://coxautomotive.com.br/por-que-voce-deve-trocar-a-fipe-pela-kbb-brasil/feed/ 0
Renovação de estoque de carros novos puxa alta nos preços de 0 km em maio https://coxautomotive.com.br/renovacao-de-estoque-de-carros-novos-puxa-alta-nos-precos-de-0-km-em-maio/ https://coxautomotive.com.br/renovacao-de-estoque-de-carros-novos-puxa-alta-nos-precos-de-0-km-em-maio/#respond Fri, 05 Jun 2020 18:37:23 +0000 https://coxautomotive.com.br/?p=247 Monitor de Variação de Preços da KBB Brasil aponta que modelos 2020 e 2021 tiveram mais de 5% de aumento em média no últo mês. Enquanto isso, a queda média dos usados foi de 2,24%

A crise inédita da indústria automotiva provocada pela pandemia da Covid-19 constrói um cenário de repleto de desafios e incertezas sobre os rumos que o setor tomará nos próximos meses. Para contribuir com a compreensão do contexto atual, a Kelley Blue Book Brasil divulga a segunda edição do Monitor de Variação de Preços (MVP) do mercado para analisar quais foram as tendências de preços praticadas no mês de maio.

O MVP de maio analisou 22.070 versões de veículos novos, seminovos e usados da base de registros da KBB Brasil e segmenta as informações em quatro análises de variações: por idade, por categorias de carrocerias, por marcas e por modelos mais vendidos. Todas as oscilações observadas nesta edição partem dos parâmetros de abril e se referem às médias de variações ocorridas em maio (conforme consta no conteúdo completo do MVP).

Diferentemente do que vimos nos primeiros 45 dias de pandemia analisados na primeira edição do estudo, não foram os modelos seminovos, com até 2 anos de uso, que puxaram as maiores tendências de aumento de preços no mês de maio. Desta vez, este fenômeno foi observado entre os modelos 0 km, que tiveram alta de 2,25% em média no último mês. Esta variação, no entanto, merece uma interpretação mais aprofundada.

Como o monitoramento acima evidencia, a categoria de carros 0 km engloba quatro anos modelos diferentes, o que demonstra que ainda há presença de estoque de 2018 e 2019 à venda. Estes anos modelos foram adquiridos com preços pré-crise, portanto, possuem maior margem de flexibilização de preços (com mais incentivos, bônus e condições especiais), o que justificaria a prática estabilização dos preços destes carros.

Contudo, à medida que o inventário das concessionárias vai se renovando com veículos com ano modelo 2020 e 2021, cuja produção já reflete os impactos da pandemia, os preços destes modelos valorizaram 5,15% e 5,32%, respectivamente, conforme observamos em maio.

O dólar ainda é a principal atribuição de responsabilidade sobre o acréscimo de preços de carros 0 km, apontada, principalmente, pela Anfavea, associação que reúne as fabricantes. Houve valorização de quase R$ 2 na cotação do dólar entre dezembro e abril, segundo Luiz Carlos Moraes, presidente da entidade. Tal incremento afeta diretamente os custos de produção.

Porém, insistimos, esta crise é inédita, portanto, outros fatores surgem como ingredientes neste fenômeno de encarecimento dos carros 0 km. Entre eles, há o custo de reestruturação das fábricas para a nova realidade de produção (que impõe novas rotinas de transporte de funcionários, distanciamento físico e preocupação sanitária dos trabalhadores), além da preocupação com rentabilidade por unidade vendida em um mercado cujo ganho em escala é fortemente reduzido pela queda na demanda.

Entre as categorias avaliadas, as que tiveram as maiores altas nos preços de 0 km foram de comerciais leves, como Furgão, Picape e Minibus, que subiram 5,70%, 6,01% e 10,21%, em média, em maio. Essa realidade tem como forte justificativa o aumento da prática de “deliveries” e a maior atuação de empresas de logística de entregas que o Brasil vem vivenciando desde o início do isolamento físico – a ponto de aumentar, consideravelmente, as receitas dos grandes e-commerces que atuam no país.

Já entre as categorias mais vendidas, Hatchback e Sedan tiveram altas menores (1,65% e 2,24%), enquanto os SUVs praticamente se estabilizaram (variação de 0,71% em maio). Colocando uma lupa sobre as marcas, entre as de volume, os maiores reajustes foram da Peugeot (com 7,81%), Ford (4,52%) e Fiat (4,46%). No caso das marcas premium, a que mais sofreu com alta dos 0 km foi a BMW, com 9,50% de reajuste médio. 

Variação entre os usados

Em relação aos carros usados, entre 3 e 10 anos de idade, houve dois movimentos distintos na comparação entre abril e maio. Enquanto em abril, no primeiro mês completo de pandemia, os preços seguiram tendência de aumento, sobretudo para os anos modelo 2011 e 2010, chegando a 3,93% e 4,81%, respectivamente, este efeito foi praticamente anulado no mês seguinte. Em maio, houve queda em todos os anos modelo, totalizando 2,24% de média de recuo, incluindo -3,97% para os modelos 2011 e -4,39% para os 2010.

Esta tendência atual de queda está em conformidade com o que havíamos adiantado na primeira edição do MVP. Os modelos usados, que num primeiro momento, em abril, poderiam ser atrativos para absorver as demandas de veículos mais novos, devido à cautela dos consumidores para não se descapitalizarem, acabaram se transformando, em maio, em bens de liquidez para cumprir com obrigações de caixa e quitações de dívidas. Neste contexto em que obter o dinheiro mais rápido é prioridade, os preços tendem a cair.

Além disso, a oferta de crédito para o setor automotivo caiu pela metade em abril (queda de R$ 8,64 bi em março para R$ 4,26 bi no mês seguinte) e a inadimplência de financiamento de veículos já mostrou tendência de alta no mesmo mês (encerrou com 4,1%), segundo dados do Banco Central. Embora, de acordo com a Fenauto (federação dos revendedores de veículos) o mês de maio tenha apresentado evolução de 118% nas transações de carros usados (que pode ser explicada também pela reabertura gradual dos serviços de Detran), este panorama econômico impacta diretamente as vendas de carros usados, que têm mais dificuldade para aprovação de crédito, e, em última instância, os preços praticados no mercado.

O recorte por categoria aponta que, ao contrário dos modelos de Furgão 0 km, que tiveram maiores aumentos em maio, estes mesmos veículos usados entre 3 e 10 anos tiveram depreciação de 6,07% no mês. SUV recuou 2,82%, Hatchback 2,81% e Sedan 1,93%. Já entre as marcas de volume cujos usados tiveram as maiores médias de depreciação, estão Ford (-4,27%) e Peugeot (-4,12%), enquanto entre as premium, o destaque fica para a Mercedes-Benz (-3,71%) e Mini (-3,70%).

Finalizando a nossa análise do mês de maio, a Kelley Blue Book Brasil ratifica o seu compromisso com seus clientes, parceiros e consumidores de estar atenta a todas as movimentações do mercado automotivo brasileiro. E, por isso, a nossa empresa tem alta expectativa para observar a reação do setor no mês de junho, que tende a ser um período em que conseguiremos extrair do mercado uma importante sinalização sobre a velocidade de retomada das vendas no segundo semestre.

Para ter acesso detalhado a todas as segmentações e estatísticas da edição de maio do Monitor de Variação de Preços da KBB Brasil entre em contato conosco!

]]>
https://coxautomotive.com.br/renovacao-de-estoque-de-carros-novos-puxa-alta-nos-precos-de-0-km-em-maio/feed/ 0
Venda de carros usados em maio mostra recuperação nos EUA https://coxautomotive.com.br/venda-de-carros-usados-em-maio-mostra-recuperacao-nos-eua/ https://coxautomotive.com.br/venda-de-carros-usados-em-maio-mostra-recuperacao-nos-eua/#respond Mon, 18 May 2020 21:02:45 +0000 https://coxautomotive.com.br/?p=242 A matriz da Cox Automotive Inc. nos Estados Unidos divulgou no dia 18 de maio o balanço das vendas de veículos novos e usados no país durante a primeira quinzena do mês e o resultado aponta para um horizonte otimista em relação à recuperação do mercado.

O levantamento registrou queda de apenas 6% nos primeiros 14 dias de maio em relação ao mesmo período do ano passado. Em abril, esta redução foi de 34% para o mês inteiro. Já os emplacamentos de carros 0 km decresceu 31% durante a primeira quinzena de maio (o resultado total de abril foi de -41%).

A Cox Automotive Inc. observa melhora nos relatórios diários de comércio de veículos, uma vez que alguns estados americanos começam a retomar atividades econômicas e mais lojas e concessionárias reabrem ao público.

Este movimento positivo é reforçado pelo nível de confiança do consumidor, que vem demonstrando evolução desde abril, de acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Michigan. Os consumidores entrevistados pela universidade relataram enxergar melhora nas condições de aquisição de imóveis e de veículos. A tendência de alta só foi interrompida no final da semana passada, quando houve maior instabilidade no mercado financeiro.

]]>
https://coxautomotive.com.br/venda-de-carros-usados-em-maio-mostra-recuperacao-nos-eua/feed/ 0
Carros seminovos, com até 2 anos de uso, tendem a valorizar durante a crise https://coxautomotive.com.br/carros-seminovos-com-ate-2-anos-de-uso-tendem-a-valorizar-durante-a-crise/ https://coxautomotive.com.br/carros-seminovos-com-ate-2-anos-de-uso-tendem-a-valorizar-durante-a-crise/#respond Fri, 15 May 2020 16:58:31 +0000 https://coxautomotive.com.br/?p=236 A pandemia do novo coronavírus não afetou somente os números de produção e emplacamentos da indústria automotiva. Toda a cadeia do setor foi impactada com a inédita queda observada desde o início da crise, e os preços praticados do mercado também podem servir como termômetro para entender o contexto que vivemos.

Como especialista em precificação de veículos, a Kelley Blue Book Brasil divulga uma ampla análise de variação de preço de carros 0 km e seminovos com até 2 anos de uso. O estudo abrange a variação diária de preços dos últimos 45 dias, ou seja, de 14 de março a 30 de abril, representando a última quinzena antes das medidas restritivas de circulação até o final de abril. Ao total, coletamos informações de 22.440 versões, divididas em 10 categorias, para apresentar tendências com base nas amostras que sofreram variações no período.

Nas tabelas abaixo, destacamos 3 das principais categorias de automóveis e de comerciais leves para exemplificar que, de maneira geral, nota-se que há tendência de valorização de carros seminovos com até 2 anos de uso no mercado, quando tomamos como exemplo o movimento percebido em abril (primeiro mês inteiro com medidas de restrição econômica e distanciamento físico).

As porcentagens que você vê na tabela correspondem às médias obtidas por cada categoria nos três períodos que formam os 45 dias analisados. Para exemplificar melhor a tendência de alta entre veículos seminovos, há modelos com variações consideravelmente acima da média. É o caso do Ford Ka SE Plus 1.0 2018, que obteve 10% de aumento em abril, e do Chevrolet Onix Plus LTZ 1.0 Turbo AT6, que teve acréscimo de 27% no último mês. Há outros exemplos de veículos outliers (fora da média) no estudo.

Entre os automóveis, esta tendência de valorização pode ser explicada pelo possível movimento de consumidores que estavam preparados para adquirir carros 0 km, mas, com a crise, estão mais cautelosos com o orçamento. Logo, modelos seminovos, com maior apelo entre custo e benefício, tornam-se mais vantajosos. Com esta maior demanda por eles, pode haver maior disponibilidade de crédito, abrindo oportunidade para lojistas recuperarem rentabilidade durante a crise.

Enquanto isso, como também observamos, veículos mais velhos (com 4 anos de uso ou mais) acabam sendo liquidados com maior depreciação para cumprir com obrigações de caixa. Ou seja, sofreram, em geral, variações negativas de preço neste período.

Além disso, no caso dos seminovos de 2 anos que compartilham geração com os modelos 0 km, o aumento de preços destes últimos sempre tende a elevar os preços dos seminovos, fenômeno observado independentemente do contexto de pandemia.

Falando especificamente dos comerciais leves — furgões e minibus — a tendência de alta também pode ser explicada pela demanda de serviços de logística e entrega, que conseguem, até certa medida, continuar funcionando normalmente em meio a pandemia.

Em relação aos modelos 0 km, a tendência é a de que os preços aumentem, pois grande parte da cadeia de fornecimento da indústria é cotada em dólar e a moeda americana está perto do patamar dos R$ 6,00. Observações preliminares da KBB Brasil em maio já indicam forte acréscimo nos valores dos 0 km, já que será inevitável, neste momento, repassar a elevação dos custos de produção ao preço final para o consumidor.

Porém, nesta primeira fase da pandemia, observamos que algumas montadoras e concessionárias conseguiram aplicar descontos em estoque adquiridos pré-crise (numa tentativa de manter as vendas aquecidas), o que acabou depreciando os valores de alguns modelos 0 km durante o período analisado até o final de abril.

O estudo completo com todas as categorias analisadas pela KBB Brasil está disponível para consulta de quem estiver interessado em um maior detalhamento dos dados. Entre em contato conosco para saber receber o material!

]]>
https://coxautomotive.com.br/carros-seminovos-com-ate-2-anos-de-uso-tendem-a-valorizar-durante-a-crise/feed/ 0
Queda no volume de crédito exige gestão profissional de financiamentos https://coxautomotive.com.br/queda-no-volume-de-credito-exige-gestao-profissional-de-financiamentos/ https://coxautomotive.com.br/queda-no-volume-de-credito-exige-gestao-profissional-de-financiamentos/#respond Mon, 11 May 2020 21:25:13 +0000 https://coxautomotive.com.br/?p=219 O desempenho historicamente inédito da indústria automotiva nesta pandemia também traz consequências para o setor de financiamentos de automóveis e comerciais leves. Embora tenha registrado um aumento de 13,3% no volume de financiamentos neste primeiro trimestre de 2020, em relação ao mesmo período de 2019 (R$ 38,5 bilhões frente a R$ 34 bilhões), a Anef, associação que reúne 12 bancos de montadoras, sabe que o momento não condiz com este resultado. Portanto, dispor de soluções que otimizem a captura e aprovação de financiamentos se torna condição fundamental para enfrentar esta crise.

Neste contexto, a Dealertrack, plataforma multibanco da Cox Automotive Brasil, pode atuar como um importante aliado para lojistas, bancos e financeiras que procuram minimizar os impactos da atual crise.

Dealertrack: gestão profissional para o lojista

Com a Dealertrack (ou DT, para os íntimos), a Cox Automotive Brasil é capaz de democratizar o acesso à uma plataforma de gestão de financiamentos, unificando as necessidades das duas pontas destas operações (lojas de um lado e bancos e financeiras de outro). E, diferentemente de outras iniciativas do mercado, a plataforma da DT é totalmente gratuita para lojistas e 100% integrada aos sistemas dos bancos e operadoras, aumentando, assim, a oportunidade de entrada de novos players neste mercado.

Para os lojistas, a plataforma da DT pode oferecer benefícios tanto na profissionalização do seu negócio, quanto no volume de financiamentos contratados. O primeiro caso é exemplificado pela otimização do acompanhamento dos pedidos de financiamentos solicitados pela loja. Com a DT, o lojista pode, em um único lugar, administrar o status de todos os financiamentos (pendentes, aprovados, recusados, etc.) de maneira fácil e organizada. Para o gerente de vendas, o sistema permite até mesmo tornar mais eficiente a supervisão do desempenho de cada membro da sua equipe, por meio da criação de usuários dedicados e com diferentes níveis de atuação para cada colaborador da loja.

Como a DT pode reunir diferentes bancos em sua plataforma, os lojistas têm a possibilidade e a liberdade de estabelecer a ordem dos bancos que pretende trabalhar, seguindo critérios como relacionamento, por exemplo. Além de atribuir novo protagonismo ao lojista nesta escolha, o ambiente multibancos proporciona alternativas para que o lojista consulte outras instituições, caso algum cliente tenha seu crédito recusado pela operadora mais utilizada pela loja. Em tempos de diminuição de demanda, esta possibilidade pode significar a preservação de clientes que, sem ela, poderiam ser perdidos.

Ainda sobre as vantagens da DT para as necessidades deste nosso contexto de distanciamento físico, a plataforma oferece a ferramenta de autocadastro (costumer facing). Esta funcionalidade permite realizar todo o processo de formalização do contrato de financiamento à distância. O que antes exigia a presença do cliente na loja — numa etapa burocrática demorada e pouco apreciada pelos consumidores — pode ser resolvido por meio de um link extremamente seguro e conveniente para que o cliente preencha e assine os documentos onde quer que esteja.

Simplificando processos, ganhando em escala

Já para os bancos e financeiras, as soluções promovidas pela Dealertrack atuam, majoritariamente, em duas frentes: redução de custos e incremento de escala comercial. Conforme dito anteriormente, a plataforma da DT é 100% integrada ao fluxo de financiamento dos bancos. Isto significa que a DT respeita todo o investimento e particularidades de cada instituição no desenvolvimento de seu front end ao reproduzir o mesmo fluxo em nossa plataforma, sem impor qualquer adaptação a este processo. Tal característica permite simplificar o gerenciamento da área de financiamentos da instituição sem onerar a aplicação na Dealertrack.

Com a presença de um número cada vez maior de lojas num sistema unificado de gerenciamento, a DT pode proporcionar um aumento na produtividade dos gerentes de financiamento de veículos de maneira otimizada. Isso ocorre devido à facilidade e organização com a qual o software da DT lida com os dados enviados por cada loja. Logo, um gerente pode administrar uma quantidade maior de lojas, o que, em última instância, abriria caminho para que a instituição financeira expanda sua atuação no mercado, alcançando revendas e concessionárias que ainda não tinha contato. Para se ter uma ideia, com a ajuda da Dealertrack, cada gerente cuida, em média, de 150 lojas nos Estados Unidos.

Se quiser saber mais informações a respeito de como a Dealertrack pode te ajudar neste momento de crise, entre em contato conosco!

]]>
https://coxautomotive.com.br/queda-no-volume-de-credito-exige-gestao-profissional-de-financiamentos/feed/ 0
Coronavírus: impactos no mercado assustam, mas saída está na digitalização dos negócios https://coxautomotive.com.br/coronavirus-impactos-no-mercado-assustam-mas-saida-esta-na-digitalizacao-dos-negocios/ https://coxautomotive.com.br/coronavirus-impactos-no-mercado-assustam-mas-saida-esta-na-digitalizacao-dos-negocios/#respond Wed, 29 Apr 2020 19:23:57 +0000 https://coxautomotive.com.br/?p=190 A esta altura, os impactos que a pandemia do coronavírus está causando na vida dos brasileiros já está sendo sentida em todos os setores da sociedade. Da emergência sanitária do nosso sistema de saúde e dor de quem perdeu familiares, às consequências da queda abrupta da atividade econômica, todos estamos enfrentando a maior crise que o Brasil já passou.

Sob o ponto de vista econômico, a indústria automotiva é uma das que mais sofrem com a paralisação do consumo e produção. Segundo levantamento do jornal Folha de S.Paulo, cerca de 370 mil funcionários de linhas de produção estão em casa. Os resultados da crise do coronavírus fizeram despencar os emplacamentos da indústria para o nível de março de 2006, de acordo com dados da Anfavea (associação das fabricantes) e da Fenabrave (federação dos distribuidores). Considerando o mercado inteiro (carros, comerciais leves, caminhões, ônibus e motos), os primeiros 7 dias úteis de abril seguiram a tendência de queda, acumulando média diária de 2.596 emplacamentos, bem distante do pico de 16.490 anotado em um único dia em março, segundo a Fenabrave.

As projeções da Fenauto (representante dos revendedores de veículos) também desmoronaram. O setor espera queda de mais de -90% nas transações em abril em relação ao mesmo mês de 2019.


De acordo com a área de Valuation da KBB Brasil (braço de precificação de veículos da Cox Automotive Brasil), ainda é cedo para identificarmos algum impacto robusto na oscilação de preços de carros novos e usados devido à crise do coronavírus (na próxima edição do CoxPraVocê, nós iremos compartilhar nossas análises de variação de preço de veículos novos e usados). Sob o ponto de vista econômico, esta crise se trata do medo de consumir, uma vez que as famílias não têm a certeza de que conseguirão manter seus níveis de renda ao longo deste período. Este cenário poderia ser frutífero para uma política de redução de preços para estimular o consumo, mas as margens das lojas e concessionárias já estão perto do limite, o que limita esta estratégia. Considerar um movimento de aumento de preços em busca de rentabilidade, por outro lado, pode esbarrar no desafio de conter a inflação futura.

Para uma empresa dedicada à transformação digital, como é a Cox Automotive Brasil, a principal alternativa para que as lojas e concessionárias superem a crise atual reside na digitalização de seus negócios. Nestes tempos de isolamento, está cada vez mais evidente para o consumidor a importância de diminuir deslocamentos para financiar e comprar um veículo ou até mesmo para ir até à loja para fazer um test-drive. Atualmente há soluções que levam o carro de interesse ao consumidor em sua casa. Com isso, percebemos que quem se preparou para a digitalização de processos no passado, hoje está tendo menos prejuízo. O mercado brasileiro precisa se movimentar neste sentido, incluindo todo o setor automotivo (das lojas aos bancos).

Esta transformação da jornada de compra do consumidor começou antes mesmo da pandemia. Estudos do Google apontam queda constante no número de concessionárias visitadas pelo consumidor antes da concretização da compra de um carro, além de identificar um rastro digital com mais de 900 interações antes da tomada de decisão. Tal fenômeno demonstra a relevância de se preocupar com soluções online na cadeia automotiva para amparar este novo comportamento do consumidor.

Apesar da apreensão que a pandemia vem causando no Brasil, acreditamos que nossa recuperação pode ser forte. Dados preliminares da Cox Automotive Inc. nos Estados Unidos mostram que há muita demanda represada neste período de crise, o que pode ser um sinal de que, aqui no Brasil, o comércio de veículos também poderá ser retomado em ritmo acelerado quando o cenário se estabilizar.

]]>
https://coxautomotive.com.br/coronavirus-impactos-no-mercado-assustam-mas-saida-esta-na-digitalizacao-dos-negocios/feed/ 0
Insights https://coxautomotive.com.br/insights/ https://coxautomotive.com.br/insights/#respond Fri, 15 Feb 2019 19:48:55 +0000 https://coxautomotive.com.br/?p=117 Os tempos já foram mais simples. Compradores de carros abriam os classificados dos jornais no final de semana e saíam para as concessionárias. mattePublicidade e marketing era uma questão de atualizar os anúncios, publicá-los nos jornais e espalhar informes de porta em porta por aí.

As coisas estão um pouco mais complicadas hoje.

Mas isso não é uma notícia ruim. Canais digitais empoderaram consumidores no processo de compra e ao fazer isso eles também trouxeram um alcance muito maior e muito mais poder ao marketing da concessionária. Atualmente, compradores de carros e lojistas estão mais próximos do que nunca durante toda a jornada de compra.

O problema é que entender o que funciona (e o que não funciona) é o mesmo que procurar uma agulha em um palheiro. A simples tarefa de medir performance e usar esse dado para incrementar seu negócio se tornou sobrecarregado devido à tamanha complexidade do excesso de informação, o que pode ser frustrante. Concessionárias gastam cada vez mais com marketing digital e têm cada vez mais dúvidas sobre a efetividade disso. O descompasso é evidente: gerentes de vendas só se preocupam em saber o que impulsiona as vendas, enquanto a maioria dos parâmetros dos reports de websites oferecem métricas de último clique (last-click) que fornecem somente uma visão parcial e imprecisa. De fato, existem pelo menos três áreas de confusão quando o assunto é medir eficiência:

  • 1. The quality gap

Quando a indústria arrefece após um longo período de crescimento, uma nova dinâmica começa a tomar forma, uma que impacta a eficácia das métricas tradicionais e KPIs (indicadores-chave de desempenho). Conhecida em inglês como “The Quality Gap”, ou a diferença de qualidade, o que acontece é que o tráfego dos sites das concessionárias, atividades de e-commerce e páginas de configuração de modelos continua crescendo – demonstrando interesse – enquanto as vendas não parecem corresponder.

Isso significa que as visitas no site da concessionária não valem tanto?

Não. Mas de fato mostra que há uma diferença entre as visitas de compra que acontecem online e o verdadeiro comportamento do consumidor. Também significa que a qualidade do conteúdo que os consumidores estão acessando e quão relevante ele é para eles se tornou cada vez mais importante para influenciar o comprador a adquirir um modelo de determinada loja. Para a maior eficácia possível de marketing, os lojistas precisam saber quais dessas atividades online são indicadores reais de compradores perto de fechar um negócio.

  • 2. Referências de lugar nenhum

E essa ainda não é a falha: um report típico de sites de lojistas talvez mostrem apenas de 2% a 5% de tráfego de indicação de uma terceira fonte. 
À primeira vista, isso parece terrível. Mas uma análise mais profunda revela a falha numa métrica unidimensional, tal qual tráfego de indicação direta (direct refferal): isso só mostra um pedaço de um cenário maior. Algumas considerações ficam de fora, como atividades de compra prévias em outros sites automotivos. Neste caso, isso acaba mandando os gerentes de vendas buscarem soluções em lugares errados. Exemplo: 25% de todos os visitantes mensais de um site de concessionária acessarem Autotrader.com ou KBB.com primeiro e 36% navegaram concomitantemente em Autotrader.com ou KBB.com durante o mesmo mês ou nos dois meses anteriores¹.
O ponto é que os compradores quase nunca seguem um caminho linear para comprar, mesmo dentro de padrões comportamentais comprovados, como visitar sites de terceiros para pesquisar e comprar. Em outras palavras, eles até chegam na transação, mas trata-se de uma jornada muito mais tortuosa.

  • 3. Métricas de último clique (Last-click)

Quando um consumidor dá um passo em direção à próxima compra de carro no seu website ou aparece na sua concessionária para concluir a venda, você provavelmente configurou o acompanhamento de conversões para ajudar a determinar qual tática de marketing on-line iniciou esse comportamento de compra. Esses dados ajudam você a saber como alocar melhor seus investimentos em marketing para gerar o maior número de conversões. Mas essas métricas de último clique mostram cada vez mais uma imagem imprecisa do seu desempenho de marketing digital.

Infelizmente, a última pesquisa, anúncio ou link de referência clicado diretamente antes da conversão geralmente recebe todo o crédito quando o quadro geral é muito mais complexo. Um comprador de carro pode começar clicando em um anúncio antes de fazer buscas em vários veículos, visitando vários sites de fabricantes de carros, de terceiros e revendedores e fazendo buscas adicionais antes de finalmente visitar os sites dos concessionários ou lojas físicas antes de finalmente converter.

Essa jornada de comprador de carro até a conversão pode ser comparada a um jogo de futebol em que a bola geralmente é passada entre vários jogadores antes que um deles marque um gol. Se você está treinando um time de futebol, está interessado não apenas no desempenho do jogador que finalmente marcou o gol – você gostaria de ver como todos os jogadores trabalharam juntos para marcar o ponto. Compreender toda a dinâmica da equipe é a melhor maneira de desenvolver uma estratégia que ajudará sua equipe a marcar uma e outra vez.

É o mesmo no marketing on-line. Os sites e publicidade que auxiliam na venda de veículos são geralmente mais importantes do que o link final clicado antes da conversão.

É fácil ver como as métricas digitais tradicionais e os KPIs, embora úteis, são limitados em contar o que aconteceu. A atribuição, por outro lado, ajuda você a ver a foto maior e planejar o que vem a seguir.

  • AtribuiçãO multiponto conecta atividades de compra em todo o cenário

Com tudo isso em mente, como os concessionários devem otimizar seu marketing digital? Em um negócio de ponto de partida, o ponto de partida do marketing digital é que pode ser difícil mostrar com precisão como o gasto digital de uma concessionária resulta em vendas reais de carros – a única métrica que realmente importa.

Mas imagine-se capaz de capturar as formas pelas quais os compradores de carros interagem com todos os seus canais de marketing online antes da conversão, para que você possa determinar a melhor combinação total de táticas para influenciá-los. Agora, imagine poder conectar a atividade online às vendas nas lojas para que, além de entender onde sua verba de marketing é mais bem aplicada em seu público, você tenha uma percepção mais profunda das preferências e demografias dos compradores e de como segmentar melhor seus consumidores.

Isso reflete a diferença entre as métricas (o que um consumidor fez) e a atribuição multiponto (sendo capaz de prever com precisão o que um consumidor provavelmente fará e depois conectá-lo às vendas). Na verdade, o objetivo da atribuição multiponto, que é baseada em um retrato coletivo rico em dados, é expandir e ajustar a capacidade de conectar a atividade de compradores online às vendas de carros. Devido à visão abrangente da Cox Automotive em todo o ecossistema automotivo e além, milhões de “sinais” de compra anônimos são coletados e conectados (em conformidade com as práticas da indústria de PII, ou, Informações Pessoais Identificáveis). Os algoritmos são usados ​​para criar modelos que respondem a perguntas centrais sobre a intenção do consumidor: o que ele vai comprar, como vai comprar, seu poder de compra e seus interesses pessoais.

Armados com esse conhecimento, os revendedores podem atingir públicos específicos com precisão imprevista. Em vez da abordagem de atirar para todos os lados, uma campanha de marketing digital conectada pode ter como alvo apenas o punhado de consumidores dentro de uma localização geográfica que estão genuinamente prontos para comprar um tipo de veículo específico dentro de um determinado período de tempo. O aumento do ROI e a velocidade de fechamento de vendas podem ser significativos.

  • O poder de conectar com compradores de carros

A relevância vende. Qualquer pessoa que tenha visitado a seção “recomendado para você” da Amazon sabe que as experiências de compras selecionadas oferecem conveniência e permitem que os compradores encontrem mercadorias relevantes com mais rapidez, o que é essencial para gerar fidelidade à marca. A atribuição multicanal, combinada com análises de atividade online, pode trazer novos níveis de personalização e automação para estratégias de marketing de revendedores, com um impacto direto e mensurável muito além do número de transações de vendas atribuídas ao CRM de uma concessionária pelas métricas tradicionais de marketing digital.

Também nos aproxima mais do que nunca de nossos clientes, seus estilos de vida e preferências. É uma maneira poderosa e empolgante de entrar em contato com as pessoas e criar relacionamentos de longo prazo. De acordo com Dealer.com, mais da metade dos compradores de carros retornam ao site da concessionária dentro de 90 dias da data da compra. Isso é algo para se pensar quando se avalia o valor da vida útil de um cliente e por que se conectar com ele ao longo de sua jornada.

A Cox Automotive oferece aos revendedores soluções de marketing digital conectadas que usam informações de todos os aspectos da jornada do comprador de carros para criar uma imagem precisa e acionável de seus clientes e fornecer recomendações de publicidade digital e orçamento baseado em dados para uma estratégia de marketing digital eficaz.

Saiba mais sobre como a Kelley Blue Book, uma marca da Cox Automotive, pode ajudar você a influenciar os compradores em todas as etapas do processo de compras on-line.

]]>
https://coxautomotive.com.br/insights/feed/ 0