7 MIN LEITURA

7 dicas para fazer o melhor negócio ao comprar um carro novo ou usado

06 janeiro 2019

COMPARTILHAR

Comprar um veículo e ter informação precisa sobre preços de carros ficou mais fácil com a Kelley Blue Book

São Paulo, 27 de novembro de 2018 – Pesquisar os preços de um carro antes mesmo de visitar concessionárias é uma cena comum para quem quer comprar um veículo novo ou usado. A busca pelo custo benefício ideal é um comportamento conhecido dos brasileiros e, com a tecnologia, as informações que apoiam o consumidor a realizar negócios com mais confiança ficaram ao alcance de alguns cliques. 

KBB Brasil, empresa de cotação de carros novos e usados mais reconhecida dos Estados Unidos e presente no Brasil desde 2017, une a tecnologia ao mercado de automóveis para que seus usuários conheçam o preço certo do carro que desejam vender com comprar, na sua região. Isso é possível pois a empresa conta com um banco de dados com mais de 2 milhões de valores aplicados em negociações, seja na venda particular ou por meio de revendedora, com segmentação por região geográfica, quilometragem e equipagem do veículo, além de detalhes adicionais, como cor, estado de conservação, entre outros. 

Em posse de informações reais e mais precisas sobre o preço do seu veículo, vendedores e compradores podem realizar uma melhor negociação, com uma relação maior de confiança entre ambos. Para que isso seja possível, a KBB Brasil reuniu sete dicas infalíveis na troca do carro usado, sem frustrações ou dores de cabeça. 

1. Estar bem informado te coloca em vantagem! 

Ter conhecimento sobre as características, especificações técnicas, bem como outros adicionais do veículo que deseja, torna possível a negociação de modelos diferentes com o mesmo benefício, e até mais baratos. Uma ferramenta que colabora com essa pesquisa é o Comparador KBB™. Saber quanto o modelo de que você gosta vale, antes da negociação, seja ele novo ou usado, também permite que você negocie com mais propriedade. 

2. Quanto maior a pesquisa, maior a economia 

Com uma pesquisa completa, busque diferente oportunidades com mais de um vendedor ou loja, assim, é possível encontrar aquele que estará disposto a superar a melhor oferta. Ao fazer isso, conseguirá o melhor preço. ntes de iniciar a negociação, você pode conferir o preço que está sendo praticado no mercado para os modelos de sua preferência com ajuda do  Indicador de Preço KBB™

3. Entregar o carro usado na troca não é sempre a melhor opção 

Esse ponto depende muito da urgência que o vendedor do carro tem na troca ou para ter liquidez. Se for esse o caso, a venda para uma loja pode ser uma boa opção. De toda forma, como as lojas têm custos com a manutenção e garantia do veículo que está à venda (3 meses pelo menos) e outros como impostos, em geral os valores pagos por revendas tende a ser menor que na venda por particulares. Em contrapartida, o consumidor pode se sentir mais seguro por conta da garantia e saber que as manutenções foram realizadas. Acho que seria melhor explorarmos esse aspecto nesse item. 

Ao revender o carro com o serviço de uma loja, esteja atento a baixa do valor, pois os vendedores descontam todas as taxas e gastos, como luz, espaço e serviço do profissional. Então, muitas vezes o preço cai mais do que o esperado.  A dica é vender o seu carro primeiro, assim terá mais tempo para aceitar a melhor oferta. Descubra aqui quanto vale o seu carro usado

4. Ouça a opinião do vendedor  

É sempre bom ouvir o vendedor. Unindo seu conhecimento da sua pesquisa à experiência do profissional, a chance de conseguir um melhor preço é maior. Já que ao propor um modelo, poderá haver uma contraproposta com outro modelo que tem o mesmo (ou mais baixo) custo benefício. 

5. Saiba quanto de dinheiro pretende gastar  

Uma vez que você pesquisou e sabe os preços de veículos aplicados no mercado, seja em vendas particulares ou por meio de revendedoras, é possível definir um valor médio que poderá gastar na compra de um automóvel. Isso pode ajudar a direcionar os esforços de procura por um veículo e agilizar a decisão de compra. 

6. Financiamentos podem ficar caros a longo prazo 

Não é segredo nenhum: quanto mais longo for o financiamento, mais juros você terá de pagar. Mesmo que o parcelamento, muitas vezes, seja a única opção, é possível que os prazos sejam muito afastados para tornar as prestações mensais atrativas, mas também pode encarecer com os juros. A dica é pesquisar todas as modalidades de financiamento, inclusive com seu banco e com cooperativas de crédito, para assim conseguir os juros mais baixos possíveis. Outra dica de ouro é fazer as contas para ver se o preço final não excede muito o preço à vista. 

7. Os melhores negócios, muitas vezes, estão na web 

Ao saber o Preço KBB™, a pesquisa pela compra em sites de vendedores diretos, ou até mesmo em classificados torna-se mais fácil, pois é possível identificar os melhores negócios. Além de que na internet também encontra oportunidades em lugares um pouco mais longe, que a viagem talvez valha o desconto. 

A ferramenta da KBB proporciona saber o preço por região o que facilita quando a compra for em outro estado, por exemplo. Trocando em miúdos, lembre-se de tudo que a KBB pode fazer por você. E por seu bolso.

Sobre a Kelley Blue Book
Criada em 1926 nos Estados Unidos, a Kelley Blue Book é referência em preços de carros novos e usados tanto para quem compra quando para quem vende. Ela usa como base de cálculo para o Preço KBB valores de mercado praticados regionalmente. Também é a única a produzir uma tabela que leva em conta fatores como quilometragem, cor, nível de equipamentos e estado de conservação do veículo. E que permite que ninguém perca dinheiro na negociação: seja de um novo ou de um usado. Também oferece conteúdo editorial abrangente em texto e vídeo, com dicas e avaliações de especialistas, ferramentas para comparação de carros e opinião do dono.

Referência em precificação no mercado automotivo norte-americano, a KBB também tem operação em Portugal. Oficialmente no Brasil desde outubro de 2017, a Kelley Blue Book é baseada em Irvine, Califórnia, e faz parte da Cox Automotive.